Carlos Matos não equaciona alcançar o tetra mas aposta no divertimento

A tarefa do piloto de S. Pedro do Sul, vencedor soberano no Constálica Rallye Vouzela, está “engrenada” em “ponto morto”, embora a colocação da primeira para chegar aos quatro triunfos consecutivos ainda está “encravada” no pensamento, pelo que a dose das classificativas é para desfrutar ao volante de um Ford Fiesta R5.

Está praticamente tudo a postos para mais uma “corrida” e nova “viagem” pelas estradas de asfalto no Constálica Rallye Vouzela. O pecúlio de Carlos Matos e o navegador Bino Santos é como o algodão, que não engana: em três provas o mesmo número de vitórias. No entanto, e depois da autoritária campanha, o piloto de S. Pedro do Sul não tem em mente alcançar o “tetra”, pelo que a quarta edição da prova desenhada pelo Gondomar Automóvel Sport está a ser encarada com outra orientação.

«O nosso objectivo é, acima de tudo, a diversão, oferecendo o melhor espectáculo a todos aqueles que sempre depositaram confiança nas nossas performances ao longo dos anos, bem como brindar o público da minha terra e da região com uma condução que privilegie a sagacidade ao volante. Desfrutar as classificativas e paisagens desta singular área territorial, que são extraordinárias, são outros factores a produzir no Constálica Rallye Vouzela, em forma de agradecimento pelo apoio como sempre nos secundaram», declarou Carlos Matos.

Com três vitórias em outras tantas provas disputadas, naturalmente que o piloto de S. Pedro do Sul reúne a maior fatia de favoritismo, mas Carlos Matos contradiz: «A falta de ritmo competitivo leva-me a pensar em diversão em detrimento da vitória, o que não deixa e ser um pensamento legítimo».

Pelo segundo ano consecutivo, o Ford Fiesta R5 é a “arma” rotulada de “ameaça” com que Carlos Matos alugou à RMC, preparadora espanhola de viaturas de competição, para lutar pelos lugares cimeiros no Constálica Rallye Vouzela. Todavia, o piloto de S. Pedro do Sul não “desarmou” e indicou que «os meus directos adversários possuem viaturas próprias, que conhecem todos os segredos e comportamentos, além do ritmo que detêm, fruto das participações em várias provas ao longo do ano, o que por si só traduz que existe uma grande discrepância de disposições».

Relativamente à prova que venceu em três ocasiões, Carlos Matos desmistifica «se trata de uma aliança entre troços magníficos e uma organização de excelência, permitindo boa visibilidade, tanto em termos de propagação em benefício dos nossos patrocinadores, como possibilita excêntricos momentos de grande emoção e adrenalina».

«Depois temos boas provas especiais e uma oferta riquíssima no contexto de qualidade superior ao nível de unidades hoteleiras que, tudo ligado, produz uma “iguaria” soberba para que tenhamos boas condições para que os eventos, neste caso de índole desportivo, supere todas as expectativas», sublinhou Carlos Matos.

Porém, o que deixa bastante feliz o piloto que conquistou o “tri” no Constálica Rallye Vouzela «é ver o meu filho, João Marcelino, envolvido de “alma-e-coração” na prova e que já teve a oportunidade de mostrar os dotes de pilotagem, revelando que estamos perante um condutor exímio».

A satisfação é de tal forma imensa que o vencedor por três vezes na prova do Gondomar Automóvel Sport está a analisar a fórmula ajustada que permita, «elaborar um projecto de raiz, com a ajuda intrínseca dos nossos patrocinadores, para que em 2018 venha a fazer parte integrante do plantel no Campeonato Nacional de Ralis».

Refira-se que João Marcelino, que faz equipa com Valter Cardoso, terá à sua disposição um Ford Fiesta R2 no Constálica Rallye Vouzela, viatura idêntica para a dupla Luís Martins e Rui Raimundo, ambas em representação do Team Carlos Matos.

Trata-se de um envolvimento de enorme peso na balança da formação de S. Pedro do Sul, motivo pelo qual Carlos Matos faz questão «de agradecer aos patrocinadores porque, sem eles, era impensável voltar a fazer parte do Constálica Rallye Vouzela, nomeadamente Página 12, Manuel Gomes Almeida & Filho, Vougasumos, Projecto Automóvel, Miguel Torres, Tiquetes Anabela, Charging Spot, PCM, Grande Hotel Lisboa (GHL), JJ Construções, Bom D'jau Café e Balcão de Obras».

Em jeito de rodapé, o CEO do Team Carlos Matos também deixou «o reconhecimento público à equipa espanhola RMC pelo apoio e colaboração que tem reputado connosco», esperando que o Constálica Rallye Vouzela «seja mais uma prova que reúna os condimentos para novos estímulos para pilotos, navegadores e demais elementos das equipas, contagiando o público com enorme dose de adrenalina».

Manuela Gonçalves e Carlos Gonçalves estreiam Toyota Starlet no Constálica Rallye Vouzela

Dupla Art of Speed está de regresso à competição, desta feita ao volante de uma viatura da marca nipónica para discutir os lugares cimeiros, no que diz respeito à classe, no Constálica Rallye Vouzela, na estrada a 15, 16 e 17 de Setembro.

Depois da excelente prestação alcançada no Rally Legends Luso-Bussaco, a dupla formada por Manuela Gonçalves e Carlos Gonçalves tem agora mais um desafio pela frente: experienciar as sensações do recém-adquirido Toyota Starlet no Constálica Rallye Vouzela, a disputar a 15, 16 e 17 de Setembro, prova pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIN.

«Tratando-se de uma prova totalmente desconhecida para nós, em que também não temos qualquer referência, o Rali Constálica Rallye Vouzela será, também por isso, um grande desafio e duro treino a fim de elucidar as performances de uma viatura igualmente desconhecida para nós», salientou a piloto Manuela Gonçalves.

«Esta prova representa um enorme prazer, quer por podermos regressar à competição, como também pela motivação que nos obsequia. Embora reconheça que o rimo não é aquele que ambicionamos, dado o amplo período sem competir, ainda assim vamos tentar imprimir uma cadência vigorosa e lutar pelos lugares da frente no que concerne à classe. É sabido que o Toyota Starlet é uma excelente viatura e espero poder tirar proveito desta oportunidade de a conduzir», sustentou.

«O Toyota Starlet 1.6V está a ser minuciosamente preparado pela Art of Speed com o desígnio de suportarmos eventuais contratempos que, mais uma vez, está a efectuar um trabalho notável e que temos de enfatizar. De facto, o elevado profissionalismo da equipa Art of Speed, conhecida pelo seu indubitável brilhantismo como potencia com distinção as viaturas, permite-nos encarar o próximo desafio com natural confiança», destacou Manuela Gonçalves, uma senhora piloto que pretende evidenciar a sua bravura nas estradas de asfalto da região de Vouzela.

O Constálica Rallye Vouzela compreende 99,90 quilómetros, 38,37 dos quais disputados ao cronómetro, ao longo de uma super-especial nocturna, com dupla passagem pelos 1,6 quilómetros das principais artérias da vila de Vouzela, que marca o início da prova, estando reservado para o dia seguinte as restantes provas especiais.

Depois de servido o aperitivo nocturno, a organização preparou novos desafios para pilotos e máquinas. A especial Constálica/Senhora do Castelo, às 11h03, com os seus espectaculares 5,8 quilómetros de curva contra curva a suster a respiração, passa a ser o primeiro troço do segundo dia, a repetir com dose tripla às 14h18 e 16h33, seguindo-se Madremax/Penoita, a especial mais longa da prova do Gondomar Automóvel Sport, com os seus 8,75 quilómetros de extensão e dupla passagem às 11h19 e 14h34.

Rodrigo Correia espalhou entusiamo no Caramulo Motorfestival e promoveu o Constálica Rallye Vouzela

A paixão pelos desportos motorizados corre nas veias do piloto de Oliveira de Frades desde tenra idade. Em criança ganhou adeptos com as suas “aventuras e peripécias” e, este fim-de-semana, já com 13 anos, ajudou a subir a adrenalina no Caramulo Motorfestival, coadjuvando a promover o Constálica Rallye Vouzela, na estrada nos próximos dias 15, 16 e 17 de Setembro.

A XII edição do Caramulo Motorfestival – Festival Internacional de Veículos Clássicos e Desportivos voltou a arrasar, com mil e um espectáculos de adrenalina a perder de vista. Rodrigo Correia foi uma das figuras de proa da programação multifacetada, contribuindo para elevar os índices de emoção junto do público.

Com apenas 13 anos de idade, o jovem piloto agenciado pela Autojac não deixou os créditos por mãos alheias e exibiu os seus singulares dotes artísticos, quer em cima de uma moto, como de um kart, sem descurar a mítica subida da Rampa do Caramulo aos comandos de um Peugeot 205, viatura com que participa no Campeonato Nacional de Ralicross de Super Iniciação.

«Foi com muita emoção que regressei aos píncaros do Caramulo para acrescentar mais energia ao Caramulo Motorfestival – Festival Internacional de Veículos Clássicos e Desportivos. A felicidade produz-se com amor e carinho e, mais uma vez, agrupei o amor de tudo o que foi feito ao carinho do público que nunca deixou de incentivar», referiu Rodrigo Correia.

Com a agitação a sentir-se a cada aceleradela e o público a responder cabalmente, o jovem piloto procurou oferecer um espectáculo memorável, “desviando-se” com mestria aquando traído pela mecânica da moto e do Peugeot 205, este último com a transmissão partida na hora do arranque no segundo e derradeiro dia de prova.

«Não tenho a menor dúvida de que fui bafejado pela sorte. O público foi, com toda a certeza, a “vitamina” mais apetecida quando as coisas não nos correm como esperamos, mas foi encantador a todos os níveis, pelo que extremamente positivo participar mais um ano nesta enorme festa», sustentou.

«O kart foi dos três veículos que tive à disposição o que mais gostei de conduzir, pois foi o único que não avariou», disse o piloto de Oliveira de Frades em jeito de brincadeira, adiantando que «subir a Rampa do Caramulo ao volante do Peugeot 205 ficará para a história».

De facto, o Rodrigo Correia, da equipa Autojac, passou a usufruir o estatuto do mais jovem português a subir uma rampa, e nada melhor que o fazer próximo de casa, acontecimento que jamais esquecerá e, por isso, agradeceu «aos responsáveis do Caramulo Motorfestival – Festival Internacional de Veículos Clássicos e Desportivos a oportunidade de concretizar este sonho que já alimentava há alguns anos».

Ainda segundo o jovem piloto de 13 anos, «esta participação não deixou de ser também uma excelente oportunidade para coadjuvar a promover o Constálica Rallye Vouzela, prova a efectuar na minha região e que vai para a estrada nos dias 15, 16 e 17 de Setembro».

Vítor Pascoal em Vouzela para conquistar Constálica

A dupla formada por Vítor Pascoal e Pedro Alves volta a centrar atenções na quarta edição do Constálica Rallye Vouzela, prova a decorrer nos dias 16 e 17 de Setembro pontuável para o Campeonato Regional Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIN.

Ao volante de um Porsche 997 GT3, Vítor Pascoal tem a legítima ambição de concluir a prova do Gondomar Automóvel Sport no lugar mais alto do pódio, pese embora reconheça que, para isso, é necessário não cometer os erros do ano passado.

«Obviamente que vamos procurar dar espectáculo com o intuito, claro e objectivo, de contribuir para dignificar o rali, mas também não deixa de ser verdade que estamos optimistas para sair do Vouzela com o triunfo. No fundo é procurar dar continuidade ao desempenho iniciado na edição do ano anterior, em que fomos bafejados pelo insucesso na super-especial nocturna, motivando uma desvantagem de 30 segundos para os nossos mais directos opositores», começou por referir o piloto Baião Rallye Team.

«O Constálica Rallye Vouzela é uma prova superiormente organizada, com muito público a moldurar as bermas da estrada, o que por si só é mais um pretexto para rodar a um ritmo que nos permita alcançar os objectivos traçados. Naturalmente que não vamos ter a tarefa facilitada, embora identifique a super-especial de sábado à noite como um obstáculo a ultrapassar sem dilemas, evitando equívocos desnecessários», sustentou Vítor Pascoal.

Chamado a analisar a Especial Drive, a desenvolver sexta-feira à tarde, no troço utilizado no shakedown que serviu de aperitivo ao Iduna Rali Lafões, há mais de uma década, situado entre Vouzela e Paços de Vilharigues, o piloto de Baião foi peremptório na resposta.

«O Constálica Rallye Vouzela é uma prova bem organizada, conforme já tive a oportunidade de afirmar, permitindo às equipas participantes dar a devida visibilidade aos patrocinadores. A divulgação da prova está rotulada de muita qualidade, ajudando fortemente a cativar os patrocinadores, havendo, por isso, muito mérito de quem está por trás desse fenómeno».

«A Especial Drive é outro exemplo de grande mestria. O facto de pudermos conduzir um convidado ou patrocinador ao longo de três quilómetros é, sem margem para dúvida, mais um ponto extraordinariamente positivo. Independentemente do sucesso da Especial Drive, esta é mais uma fórmula de termos connosco pessoas que vivem as complexidades de uma equipa de competição», concluiu Vítor Pascoal.

O Constálica Rallye Vouzela compreende 99,90 quilómetros, 38,37 dos quais disputados ao cronómetro, ao longo de uma super-especial nocturna, com dupla passagem pelos 1,6 quilómetros das principais artérias da vila de Vouzela, que marca o início da prova, estando reservado para o dia seguinte as restantes provas especiais.

Depois de servido o aperitivo nocturno, a organização preparou novos desafios para pilotos e máquinas. A especial Constálica/Senhora do Castelo, às 11h03, com os seus espectaculares 5,8 quilómetros de curva contra curva a suster a respiração, passa a ser o primeiro troço do segundo dia, a repetir com dose tripla às 14h18 e 16h33, seguindo-se Madremax/Penoita, a especial mais longa da prova do Gondomar Automóvel Sport, com os seus 8,75 quilómetros de extensão e dupla passagem às 11h19 e 14h34.

Miguel Abrantes e Marco Saraiva, presentes no Constálica Rallye Vouzela

Embalados pela vitória alcançada no Rallye de Águeda 2016, a dupla Miguel Abrantes e Marco Saraiva desde logo começou a preparar a época de 2017. Impossibilitados pelos seus afazeres profissionais de disputar um campeonato na sua totalidade, apostaram em participar em duas provas integrantes do Campeonato Regional de Rallyes Centro – Jorge Amorim.

A primeira destas duas provas realiza-se já nos próximos dias 16 e 17, o Rallye Constálica Vouzela e a outra será o Rallye de Águeda.

Miguel Abrantes e Marco Saraiva estarão à partida da prova aos comandos de um Skoda Fábia S2000, uma viatura que permite à dupla ambicionar um lugar dentro do Top-Five da prova realizada pelo GAS Automóvel Clube em parceira com a Promolafões.

“Trata-se de um excelente carro. Embora não seja já uma viatura da nova geração, é ainda assim um carro muito competitivo. Trata-se de um modelo desenvolvido pela Skoda Motorsport exclusivamente para competição. Dispõe de um motor de 2000cc, que debita uma potência próxima dos 270 cavalos. Dispõe de tração às 4 rodas e a caixa de velocidades é de comando sequencial.”_disse Miguel Abrantes.

“Iremos realizar um pequeno teste antes do rallye por forma a tentar perceber o carro. Temos noção que é diferente de qualquer outra viatura que tenhamos pilotado, mas acreditamos que com este teste a adaptação seja conseguida. Este primeiro rallye servirá também ele de adaptação, para que estejamos a 100% no “nosso” Rallye de Águeda.”_Palavras de Marco Saraiva.

Esta participação só se tornou possível devido ao empenho das empresas que apoiam a dupla de Águeda. “Ficamos muito contentes pois conseguimos reunir quase na totalidade o budget necessário. De uma forma geral e salvo raras exceções as empresas que nos apoiaram em 2015 e 2016 mantiveram a aposta em nós, o que revela que o desporto automóvel continua a ser um excelente meio de divulgação e promoção das marcas e produtos.

Neste momento faltam-nos cerca de 15% da verba necessária para estas duas participações e acreditamos que até à prova de Águeda iremos conseguir completar o orçamento.

Desde já agradecemos às empresas Fundiven SA, ASD Soluções de Banho, OK Embalagens, Fajota SA, Seriágueda Publicidade e Lusavouga.”

Quanto ao Constálica Rallye Vouzela, irá para a estrada nos dias 16 e 17 de Setembro.

A prova inicia-se no Sábado dia 16 com as habituais verificações documentais e técnicas, para a partir das 21:00h começarem as hostilidades com a disputa da Super Especial noturna em pleno centro da Vila de Vouzela. Esta Super Especial com cerca de 1,60 km, será disputada por duas vezes.

No Domingo dia 17, o horário das Provas Especiais Cronometradas, é o seguinte:

Constálica / Srª do Castelo 1                      11:03 h

Plafesa / Penoita 1                                         11:19 h

Constálica / Srª do Castelo 2                      14:18 h

Plafesa / Penoita 2                                         14:34 h

Constálica / Srª do Castelo 3                      16:18 h

A dupla Miguel Abrantes e Marco Saraiva, agradece desde já a todos que tornaram possível esta participação e convidam todos os amigos, patrocinadores e aficionados do desporto automóvel a estarem presentes em Vouzela, já a partir de Sábado dia 16 de Setembro!

“Especial Drive” antecede Constálica Rallye Vouzela

3 km, 6ª feira, 15 de Setembro, em jeito de aperitivo,

servidos a todas as equipas do Constálica Rallye Vouzela,

na véspera do início da prova.

 

A inovação faz parte do ADN do Constálica Rallye Vouzela.

Com a organização a privilegiar o espectáculo, mas também a olhar atentamente para a segurança, um dos factores de grande relevância para maximizar os índices de confiança dos participantes e do público em geral.

A estrutura organizativa da prova, a cargo do Gondomar Automóvel Sport, permite ultimar as derradeiras afinações e melhoramentos que pilotos e equipas técnicas podem efectuar nas viaturas de competição antes de começar o Constálica Rallye Vouzela.

Trata-se da “Especial Drive” a desenvolver no troço utilizado no shakedown que serviu de aperitivo ao Iduna Rali Lafões, há mais de uma década, pontuável para o Campeonato Nacional da especialidade. O troço situa-se entre Vouzela e Paços de Vilharigues, em direcção à A25), numa altitude média de 430 metros, para um percurso com cerca de 3 km.

Embora não tenha qualquer indicação competitiva, a “Especial Drive” realiza-se na tarde de feira, dia 15, com início previsto para as 16h00, com o final agendado para as 19h00, sendo aberta a todas as equipas participantes que desejarem.

Um dia antes do início da prova, os motores começaram a acelerar para gáudio do público que, certamente, não quererá perder as primeiras incidências do Constálica Rallye Vouzela e, naturalmente, o primeiro contacto com pilotos e máquinas.

PASSATEMPO: MOTOR DE SONHOS, Uma parceria solidária!

PASSATEMPO: MOTOR DE SONHOS, Uma parceria solidária!

Já te imaginaste a viver toda a emoção e adrenalina do 4º Constálica Rallye Vouzela a bordo dos carros que vão fazer este espectacular percurso?

Pois bem, neste passatempo temos 5 co-drives dos carros zero para sortear. Um deles pode ser teu!

Para te habilitares a ganhar apenas tens de fazer 3 coisas:
Partilhar este post no teu perfil do facebook;
2º Ir a um multibanco e fazer o donativo de 1€, que irá reverter inteiramente para a ASSOL, através de transferência bancária para o IBAN PT50 0010 0000 4773 1660 0018 2
3º Tirar uma foto ao comprovativo e enviar para o email motordesonhos@gmail.com, indicando no assunto o teu nome e nº de telemóvel.

O passatempo termina dia 15/set às 22h.
Boa sorte!

Santinho Mendes: três gerações a fundo no Constálica Rallye Vouzela

Constálica Rallye Vouzela recebe de braços abertos uma família de campeões, com o patriarca António Santinho Mendes a liderar uma “armada” que dispensa apresentações no panorama nacional. Em Vouzela, o clã reparte-se em duas viaturas.

O avô António Santinho Mendes e o neto António Santinho Mendes vão alinhar no Constálica Rallye Vouzela, a 16 e 17 de Setembro, em modo de segurança. Também os filhos Vítor e José Mendes aceleram em circunstâncias similares na prova do Gondomar Automóvel Sport. Trata-se de um encontro de âmbito familiar de três gerações que promete arrasar ao volante de duas viaturas pelas estradas asfaltadas e sinuosas da região demarcada de Lafões.

Pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIN, a prova do Gondomar Automóvel Sport, difundida pela Promolafões, terá nas suas fileiras uma germinação de excelentes pilotos com provas dadas nas mais diversas disciplinas automóvel.

«Vai ser a primeira vez, no Constálica Rallye Vouzela, que vamos reunir os quatro membros da família Santinho Mendes, uma experiência que tem a particularidade de uma das viaturas ser conduzida por avô e neto e, a segunda, pelos dois filhos», começou por referir Vítor Mendes, filho de António Santinho Mendes, um nome que dispensa apresentações.

Ainda segundo Vítor Mendes – pai de António Santinho Mendes, um jovem de 16 anos que o ano passado sagrou-se bicampeão nacional de ralicross iniciados e que segue a linha dos ceptros já obtidos pelo pai e avô –, o Constálica Rallye Vouzela permite-nos enriquecer ainda mais o nosso pecúlio, com 2017 a ser um ano muito especial».

«Obviamente que não vamos desperdiçar esta oportunidade de estarmos juntos a acelerar numa prova de contornos singulares, prestando o contributo à sua promoção. É com muito orgulho que, tanto o meu pai, como eu, o meu irmão e o meu filho, possamos estar presentes, a convite da Promolafões, na pessoa de José Correia, em torno de uma competição e de uma comunidade, assente num desiderato comum: acelerar em nome dos valores de uma família que há muitos anos rendeu-se aos desportos motorizados. São os valores da ética e da humildade que se cruzam, de forma plena e com naturalidade, e que nos faz mover com a paixão que nos caracteriza», sustentou Vítor Mendes.

Embora em circunstâncias diferentes, o Constálica Rallye Vouzela serve de “aperitivo” para o clã Santinho Mendes afinar estratégias para alinhar na 20.ª edição das AFN 24 Horas TT Vila de Fronteira. Os quatro pilotos vão perfilar-se no sentido de levar para Abrantes o “título” de primeira equipa portuguesa de três gerações a participar numa prova.

Para alimentar este sonho, o avô António Santinho Mendes está incumbido de desenvolver uma viatura fiável e resistente quanto baste para a conduzir ao seu melhor nível, desenhada, também, para filhos e neto dar continuidade aos sucessos numa prova em pista. A etapa de cariz internacional promovida pelo Automóvel Club de Portugal (ACP) está marcada para 25 de Novembro, com início às 14h00.

O avô António Santinho Mendes, o neto António Santinho Mendes, com 16 anos, e os filhos Vítor Mendes e José Mendes, têm o condão de sublinharem a ouro a marca da família, com o país e Abrantes em particular a render-se a uma formação constituída por três gerações.

Constálica Rallye Vouzela com inscrições a decorrer

Já estão abertas as inscrições para o Constálica Rallye Vouzela, prova do Gondomar Automóvel Sport pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIM, na estrada a 16 e 17 de Setembro.

Está quase tudo a postos para levar para a estrada mais uma edição da já célebre prova que agita o concelho de Vouzela. Resta agora às equipas aproveitarem o período de inscrições para o efectuar, a fim de integrar o Constálica Rallye Vouzela para dois dias de emoções fortes e apoteóticos.

A poucos dias do seu arranque, o Constálica Rallye Vouzela, previsto para 16 e 17 de Setembro, deverá receber várias equipas para que seja dada continuidade ao atributo da festa dos ralis, garantindo, desde logo, algumas das melhores máquinas do panorama nacional desta disciplina automóvel.

Tratando-se de uma prova de elevada qualidade, as capacidades físicas e técnicas dos pilotos são colocadas à prova durante os dois dias, em que a experiência é um dos factores determinantes para desfazer eventuais dúvidas, razão pela qual o Constálica Rallye Vouzela é uma competição marcada pela festividade em cada curva.

Sobra agora às equipas interessadas em participar no Constálica Rallye Vouzela aceder ao site oficial do rali, em http://constalicarallyevouzela.pt, e aceder à secção de inscrições e acelerar a fundo para estarem presentes na festa dos ralis a 16 e 17 de Setembro.

Pelo quarto ano consecutivo, o Constálica Rallye Vouzela privilegia as magníficas estradas asfaltadas da região no sentido, único e obrigatório, de proporcionar a pilotos e máquinas motivos mais que suficientes para fazer despertar os sentidos de milhares de espectadores.

A prova do Gondomar Automóvel Sport, promovida pela Promolafões, tem na espectacularidade das estradas e do cenário natural o seu trunfo predilecto. O Constálica Rallye Vouzela é composto por seis especiais de classificação num total de 99,90 quilómetros, 38,37 dos quais disputados ao cronómetro. Uma super-especial nocturna, com dupla passagem pelos 1,6 quilómetros das principais artérias da vila de Vouzela, marca o início da prova, estando reservado para o dia seguinte as restantes provas especiais.

Efectivamente, e depois de servido o aperitivo nocturno na véspera, a organização preparou novos desafios para os participantes. A especial Constálica/Senhora do Castelo, às 11h03, com os seus espectaculares 5,8 quilómetros de curva contra curva a suster a respiração, passa a ser o primeiro troço do segundo dia, a repetir com dose tripla às 14h18 e 16h33, seguindo-se Madremax/Penoita, a especial mais longa da prova do Gondomar Automóvel Sport, com os seus 8,75 quilómetros de extensão e dupla passagem às 11h19 e 14h34.

Constálica Rallye Vouzela exposto nas Festas do Castelo

Pelo quarto ano consecutivo, o Constálica Rallye Vouzela vai para a estrada a 16 e 17 de Setembro, a desenvolver nas magníficas estradas asfaltadas da região, pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIM.

A pouco mais de um mês do arranque, a quarta edição do Constálica Rallye Vouzela foi apresentada com pompa e circunstância no decorrer das Festas do Castelo. Novos motivos de interesse foram implementados este ano, com particular incidência para mais uma passagem pela especial Constálica/Senhora do Castelo e alargamento do parque de assistência, oferecendo às equipas maior comodidade.

A prova do Gondomar Automóvel Sport, promovida pela Promolafões, vai para a estrada nos dias 16 e 17 de Setembro, sendo pontuável para o Campeonato Regional de Ralis Centro – Jorge Amorim e Troféu CIM. Fruto da sua espectacularidade, aliadas às melhorias impostas, é expectável que Vouzela volte a receber na festa dos ralis várias dezenas de equipas.

O Constálica Rallye Vouzela é composto por seis especiais de classificação num total de 99,90 quilómetros, 38,37 dos quais disputados ao cronómetro. Uma super-especial nocturna, com dupla passagem pelos 1,6 quilómetros das principais artérias da vila de Vouzela, marca o início da prova, estando reservado para o dia seguinte as restantes provas especiais.

De facto, e depois de servido o aperitivo nocturno, a organização preparou novos desafios para pilotos e máquinas. A especial Constálica/Senhora do Castelo, às 11h03, com os seus espectaculares 5,8 quilómetros de curva contra curva a suster a respiração, passa a ser o primeiro troço do segundo dia, a repetir com dose tripla às 14h18 e 16h33, seguindo-se Madremax/Penoita, a especial mais longa da prova do Gondomar Automóvel Sport, com os seus 8,75 quilómetros de extensão e dupla passagem às 11h19 e 14h34.

É com a emoção redobrada que vai para a estrada mais uma edição do Constálica Rallye Vouzela disputado no coração do centro e a bombear adrenalina por todos os poros. As instalações da Constálica permanecem como sede do “quartel-general” para toda a operação organizativa, das verificações administrativas e técnicas, passando pelo parque de assistência e da maior parte das partidas e chegadas. Este será, igualmente, um espaço perfeito e privilegiado para o público poder ver bem de perto as máquinas e estabelecer o contacto próximo dos pilotos.

Uma das preocupações da estrutura organizativa do Constálica Rallye Vouzela “dá-se” pelo nome segurança, uma responsabilidade de todos e para todos. É de capital importância que as zonas destinadas aos espectadores, delimitadas e assinaladas, sejam as escolhidas em detrimento de outras áreas que não oferecem a mínima confiança para ver e sentir as emoções, sendo fundamental que seja respeitada a segurança de cada um e do Constálica Rallye Vouzela em geral.

 

Constálica Rallye Vouzela faz parte do código genético do concelho

Pelo quarto ano consecutivo, o Constálica Rallye Vouzela, a disputar a 16 e 17 de Setembro, é já um marco no panorama dos ralis nacionais e uma referência no plano organizativo. Para José Correia, responsável da Promolafões, entidade promotora do evento, «há uma enorme expectativa para os novos desafios que estão em “jogo” e, a pensar no público, foi delineada mais uma passagem pela especial Constálica/Senhora do Castelo».

Por outro lado, a prova estende os seus tentáculos ao cunho solidário, dando a “mão” à Associação de Solidariedade Social de Lafões (ASSOL) com pólos distribuídos por Oliveira de Frades, S. Pedro do Sul, Vouzela (LAR), S. Pedro do Sul, Castro Daire, Tondela, Mortágua, Vila Nova de Paiva e Viseu», sustentou ainda José Correia.

O grande sonho da ASSOL é dotar a região de Lafões de uma rede de apoios às pessoas com limitações decorrentes de deficiências ou doenças psiquiátricas crónicas e incapacitantes, que potencie a sua integração social e familiar, permita o recurso aos serviços apenas quando necessário, e que esses apoios possam ser tão flexíveis quanto as necessidades de cada pessoa.

«Sonhamos tornar possível que as estruturas de apoio a pessoas adultas deixem de ter lotações limitadas e passem a funcionar numa lógica mais próxima de um serviço de porta aberta, ao qual, quem precisa, possa recorrer a qualquer momento», disse Gil Almeida, presidente da ASSOL durante a apresentação da prova.

Ainda no que concerne a novidades, o Constálica Rallye Vouzela está ligado à Mikas Craft Beer, cerveja produzida por métodos artesanais, não pasteurizada. Trata-se de uma marca de cerveja nascida e criada em Vouzela e que está a ser distribuída com o símbolo do rali em garradas de 0,75 cl.

Coube a Rodolfo Rocha, do Gondomar Automóvel Sport, anatomizar a prova, referindo que «a nossa missão, além de ajudar a promover Vouzela e a região, passa por tentar duplicar, se possível, o número de pilotos, porque o concelho merece que a festa dos ralis se mantenha intocável».

Por seu turno, Rui Ladeira, presidente da Câmara Municipal de Vouzela, afirmou que a realização do Constálica Rallye Vouzela «é estratégica para a região e para a sua afirmação, oferecendo grande visibilidade ao concelho, fazendo já parte do código genético de Vouzela».

Refira-se que a apresentação, que contou ainda com a presença de Sérgio Matos (CEO da Constálica), Armando Fidalgo (representante da FPAK), Sérgio Aguiar (Team Baía), entre outros, teve lugar no coração das Festas do Castelo e com a magia das gentes vouzelenses que, mais uma vez, responderam cabalmente coma sua comparência.